A gastronomia italiana agrada até mesmo aos paladares mais exigentes e Roma apresenta todas as nuances dessa fantástica culinária.

Está muito enganado quem pensa que na Itália só se come massa. Os italianos não tem o costume de misturar sabores e uma refeição tradicional começa pelo aperitivo (antipasti), depois o primeiro prato – primo piatto (massas), seguido do segundo prato – secondo piatto (carnes ou peixes) e para finalizar a sobremesa. Só pela descrição você já percebe qual é o pilar dessa cozinha: fartura!

Bom… confesso que apesar das longas caminhadas em Roma para conhecer essa cidade grandiosa, meu apetite não permite uma sequência tão grande de pratos como de costume dos italianos, então por diversas vezes pulei o segundo prato já para a sobremesa!

Em Roma, Trattoria é sinônimo de boa comida com preço atrativo e em boa parte delas você encontra um menu com preço fixo (geralmente na faixa de trinta euros) contendo entrada + prato (escolha entre o 1º ou 2º pratos) + sobremesa, alguns incluem ainda uma taça de vinho.

Abaixo, darei algumas sugestões de restaurantes próximos das atrações turísticas de Roma para te ajudar a escolher entre as milhares de opções disponíveis na cidade.

Uma casa que me surpreendeu foi a Trattoria Luzzi, que fica bem próximo do Coliseu (Via di S. Giovanni in Laterano, 88). Chegamos em Roma bem tarde e saímos para procurar algum restaurante próximo do hotel. Achamos essa Trattoria com aparência bem simples e despretensiosamente resolvemos jantar: não poderíamos ter surpresa melhor. A casa, tipicamente uma cantina, tem comida e atendimento fantásticos. Os preços giram em torno de 6 a 8 euros o prato super bem servido. Uma das garçonetes é uma siciliana super espirituosa que logo na primeira ida fez amizade conosco e inclusive em uma de nossas visitas deu de cortesia uma entrada – bruschetta tradicional.

Todos os pratos que comi nesse local estavam divinos, mas o canelone da foto acima me conquistou!

Tradicional bolonhesa
Ravioli de mussarela

Lá pela terceira visita, descobrimos que a casa estava entre as mais tradicionais de Roma. Super recomendo fazer pelo menos uma refeição no local.

Em Roma o conceito de bom restaurante é se a parte que fica do lado de fora, próximo a rua estiver cheia, o local é atrativo. Tanto que é tradição quando você chega te questionarem se sua visita é para jantar ou apenas uma bebida. Caso seja só bebida você fica do lado de dentro e se for jantar fica do lado de fora, para mostrar os pratos e angariar mais clientes. Bem em frente ao Coliseu há uma casa com esse estilo e que merece destaque: Ristoro Della Salute. A noite tem o menu completo com vinho com preço convidativo. Escolhemos essa opção e o jantar desde a entrada foi fantástico.

Bruschetta tradicional
Massa all’amatriciana
Spaghetti alla carbonara
Tradicional gelato

Mais a frente próximo ao Fórum Romano, tem o Vlpia. Uma casa bem charmosa com vista para as ruínas. Lá os preços são um pouco mais salgados, mas a comida é gostosa.

Ambiente

Logo na ponte de entrada do Vaticano há o Universal Bar, um local com ambiente bem agradável e perfeito para quem quer apenas fazer um lanche para continuar a explorar as grandiosidades do Vaticano. O local também serve pratos no almoço, porém como ainda não tínhamos visto nem 1/3 de tudo que queríamos visitar, optamos por uma pizza.

Na Itália o conceito de pizza é um pouco diferente do nosso. Lá são pratos simples, com poucos ingredientes, diferentemente daqui do Brasil que temos uma infinidade de sabores misturados na pizza. Outra diferença é que lá a pizza é individual, não se costuma pedir uma pizza para uma família por exemplo. Cada pessoa pede a sua de preferência e saboreia tudo sozinha, por mais difícil que isso possa parecer, pois são pratos bem grandes!

Próximo da Praça do Popolo, encontramos um local com ambiente muito agradável: a Osteria del Tempo Perso (43 Via dell’ Oca). Lá você encontra comida saborosa com preço justo e bom atendimento.

Ambiente – espaço externo
Penne aos quatro queijos
Spaghetti carbonara

Nesse local, os ingredientes são bem frescos. Há uma enorme variedades de peixes que ficam acondicionados em gelo. Você pode escolher o peixe que deseja e eles preparam na hora.

Vale ressaltar também que nesse local é cobrada uma pequena taxa para sentar no lado externo.

Próximo a Piazza di Spagna encontramos um restaurante muito bom. Chama-se Porto di Ripetta e do lado de fora você não dá muita coisa, pois a largura é bem pequena, porém quando você entra percebe que o espaço se estende muito e acredito que chega até o outro lado da rua. Comida saborosíssima e decoração bem aconchegante. Na porta ficam dispostas as promoções do dia, com pratos a 8 euros.

Lasanha
Carbonara

Voltando à região do Coliseu, fomos na Caffeteria Faiola. O local é bem simples, com preços baixos, porém a comida não surpreendeu. Estava saborosa, mas em comparação à todas as delícias que experimentei em Roma, diria que este foi o restaurante que menos me agradou. Em todo caso, se você quer uma refeição completa gastando pouco, o local é uma excelente opção.

gnocchi
Massa ao sugo
Polpete

Outro destaque culinário da Itália é o Gelato. Em todas as esquinas você encontra uma gelateria e todas com uma qualidade incrível. Praticamente todos os dias que estive em Roma tomei pelo menos um copinho de gelato.

Bem no centro da cidade há também uma loja da Magnum e achei muito interessante porque lá você pode personalizar o seu picolé como quiser: com caldas, coberturas e confeitos diversos. Também recomendo que dê uma passada para se refrescar.

Enfim… se a Itália ainda não estava nos seus planos de viagem, com esse “aperitivo” você deve mudar de ideia.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here