O Vaticano é a sede da Igreja Católica e uma Cidade-Estado soberana, sendo o menor  Estado do mundo com reconhecimento internacional. Está localizado entre as colinas de Roma e tem uma área de aproximadamente 44 hectares. Construções grandiosas e muita fé é o que você encontra por lá.

Ficar próximo ao Papa e poder desfrutar de toda sua sabedoria de perto é o sonho de muitos católicos e admiradores do Papa. Isso é possível às quartas feiras, que é quando ocorre a Audiência Papal às 10:30h na Praça São Pedro. Se você optar por conhecer o Vaticano nesse dia, sugiro que chegue bem cedo porque fica lotado. Porém, se você se organizar antes da viagem, pode solicitar um convite no site do Vaticano (http://www.vatican.va/various/prefettura/po/biglietti_po.html) para ter mais conforto (são disponibilizadas várias cadeiras com localização excelente). Eu fui em uma quarta feira, sem convite, e fiquei bem atrás em pé mesmo, mas de qualquer forma é muito empolgante.

Praça São Pedro lotada – Audiência Papal

A audiência tem duração de aproximadamente 2 horas e é realizada em várias línguas, incluindo o Português. Muitas vezes, o Papa aparece mais cedo e dá uma volta de Papa-móvel, não tive esse privilégio de ver, mas deve ser incrível.

A Praça São Pedro é linda e emoldurada por colunas, todas com imagens de santos, papas e fundadores de ordens religiosas em seu topo. Em uma posição mais central temos o Obelisco do século I D.C e duas fontes em bronze com base de granito.

Além de toda essa beleza da praça e de poder estar bem pertinho do Papa, no Vaticano é possível realizar um tour no Museu, Capela Sistina, jardim e a Basílica São Pedro. Para um passeio completo o ideal é que você reserve um dia inteiro, porque há muitas coisas para ver. Para o Museu é cobrada um taxa de entrada e você pode comprar antecipadamente pela internet para evitar filas, mas se não comprar antes se prepare para pelo menos 30 minutos de espera. O Vaticano divulga um calendário contendo os dias que o Museu ficará fechado e também indica os dias que a entrada é gratuita: vale a pena conferir o calendário antes da sua viagem no site do Vaticano.

Logo na entrada do Museu há um espaço verde com várias esculturas e de lá você já sente o esplendor do lugar, além disso, é um excelente local para sentar e admirar a bela paisagem.

Meu passeio se iniciou no Museu Pio Clementino, que contém várias salas e diversas peças gregas e romanas. Lá você encontrará, na Sala Rotonda, a estátua de Hércules feita em bronze dourado e bustos de deuses e personalidades de Roma Antiga.

Sala Rotonda
Esculturas na Sala Rotonda

Logo depois fomos para a Galeria das Tapeçarias: nas paredes você encontra inúmeros tapetes feitos pelos alunos do artista renascentista Rafael com cenas da vida de Cristo. Mais a frente temos a Galeria dos Mapas, com seus 40 mapas gigantes pintados no século 16, porém a atração maior nessa galeria não são os mapas e sim o teto – todo abobadado com iluminação lindíssima que chama a atenção de todos que passam por lá.

Teto – Sala dos mapas

Continuando o tour pelos Museus do Vaticano você encontrará diversas obras magníficas que remontam aos primórdios. Destaque para as Salas de Rafael que eram os aposentos privados do Papa Julio II (1503 – 1513). Nessas Salas há afrescos magníficos de Rafael retratando diversas cenas como milagres e Noé saindo da Arca.

A Capela Sistina sem sombra de dúvida é o ápice do passeio. Os afrescos de Michelangelo no teto tem o tema central do livro de Gênesis, além da famosíssima Criação de Adão, nas laterais da capela há cenas do antigo testamento. Não há quem não fique boquiaberto com a beleza do lugar e com a sensação de paz que você encontra por lá, sendo católico ou não. Na Capela, por ser um lugar de oração, é o único lugar proibido de tirar fotos no Vaticano e há vários guardas monitorando. Além disso, é um lugar de silêncio e respeito, portanto não é permitido alto tom de voz no local: aproveite para refletir e rezar com tranquilidade. Você ainda tem a chance de se confessar na Capela, mas quando fui tinha tanta gente que não tive coragem de enfrentar a fila.

Criação de Adão – imagem da internet

No final da visita, você encontra a famosa escada em espiral: são duas rampas que se enroscam entre si e não se cruzam, assim quem está subindo não se encontra com quem está descendo – o local rende boas fotos!

Escada em Espiral Museus Vaticano

Saindo dos Museus, fomos direto para a Basílica São Pedro e lá sim entendemos o real significado da palavra grandiosidade. Trata-se do maior e mais importante edifício religioso do catolicismo e foi construído na Idade Média. Com muitos detalhes em ouro, imagens de Santos e Papas, a Basílica chama atenção de todos e lindíssima é uma palavra pequena para descrever tamanha beleza. Sua cúpula pode ser observada de diversos pontos de Roma e sob o altar estão os restos mortais de São Pedro.

altar da Basílica
Imagens da Basílica em detalhes

Seja católico ou não, se Roma é seu próximo destino, não deixe de incluir o Vaticano em seu roteiro!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here